Energia Elétrica
4 de março de 2022

Entenda como criatório de animais silvestres conseguiu reduzir 100% sua pegada de carbono

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre “Pegada de Carbono”. Esse termo é referente à emissão total de gases…

Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre “Pegada de Carbono”. Esse termo é referente à emissão total de gases de efeito estufa (GEEs), que incluem o dióxido de carbono (CO2) e o metano (CH4), associados às atividades humanas no Planeta. O cálculo inclui as emissões que têm origem tanto na produção quanto no uso e no descarte de produtos ou serviços.

Nos criatórios, por exemplo, que são empreendimentos autorizados por órgãos ambientais competentes para criar e comercializar animais silvestres, essa concentração pode ser excessiva, caso não sejam tomadas medidas para reduzir seus efeitos.

A adoção de sistemas de energias renováveis contribuem para reduzir até 100% sua pegada de carbono, amenizando os impactos causados pelo desenvolvimento industrial no planeta. Além do mais, esse tipo de energia é altamente lucrativa, revertendo o investimento inicial em poucos anos.

E se você tiver gostado do conteúdo, leia também o nosso e-book “5 passos para tornar o seu negócio sustentável”, com soluções para tornar o seu negócio cada vez mais associado ao conceito de sustentabilidade.

5 passos para tornar o seu negócio sustentável

O Sítio dos Animais, localizado em Guapó – GO, que é focado na preservação e criação de animais silvestres é um exemplo de case de sucesso da Dusol Engenharia, que decidiu pelo projeto de instalação de energia limpa.

O proprietário do sítio, William de Oliveira optou por adotar a geração de energia limpa e renovável através da energia solar fotovoltaica, apostando na sustentabilidade e na redução de gastos.

“Estávamos fazendo uma pesquisa para colocar energia fotovoltaica aqui na chácara. E encontramos a Dusol”, afirmou William, que acredita muito na questão da energia fotovoltaica. “O consumo de energia está sempre aumentando e as nossas reservas hídricas estão diminuindo. Eu acredito que em pouco tempo, o custo com energia que já está alto, vai aumentar ainda mais. Então, era preciso fazer algo. Esse foi um dos motivos que me levou a querer instalar o sistema fotovoltaico aqui”, completou Oliveira.

Satisfeito com as soluções apresentadas pela Dusol, William já indicou para várias pessoas da região. E você, está esperando o que para investir também?

Até a próxima!

Voltar ao topo